quarta-feira, 4 de maio de 2011

De Pernas Pro Ar

Só ontem tive a oportunidade de ver o sucesso nacional “De Pernas Pro Ar”, protagonizado pela comediante Ingrid Guimarães. O filme obteve êxito nas bilheterias e pode até ter uma continuação, seguindo a trilha do filme “Se Eu Fosse Você”.

O roteiro parece coisa de filme americano. Alice (Ingrid) coloca o trabalho como prioridade em sua vida. Pouco sabe da vida escolar do filho ou das necessidades do marido (Bruno Garcia). Essa obsessão vai lhe custar caro, no decorrer da história, quando ela recebe um sinal de alerta no casamento e perde o emprego, após um raro incidente.

Como a coisa não anda bem, ela se torna sócia da vizinha (Maria Paula) que administra uma loja de sex-shop. O seu tino para os negócios logo torna a franquia um sucesso com estratégias inovadoras e atrativas.

Nesse momento, o filme foca a “limitação” sexual da personagem, como a culpada pelas dificuldades enfrentadas na vida-a-dois e Alice termina se envolvendo em situações constrangedoras como uma noite de “amor” com um coelho de pelúcia. Ingrid é naturalmente engraçada e o roteiro cria outras sequências para aproveitar seu timing de comediante.

 Se é possível dar boas risadas com algumas presepadas do filme “De Pernas Pro Ar”, a conclusão parece receita de bolo. Não difere muito das comédias românticas dos EUA, em que há certa lição de moral no fim do caminho. A diferença é que entre os ingredientes no filme há um pouco de pimenta tupiniquim. A história é, afinal, sobre pessoas que não conseguem equilibrar a vida pessoal com a profissional.

Um comentário:

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Passo distante desse filme. A Ingrid Guimarães é uma das atrizes (?) mais insuportáveis que conheço. O pior é que ela "se acha".

O Falcão Maltês